O Município

Vista aérea parcial do centro comercial de Eunápolis
Vista aérea parcial do centro comercial de Eunápolis


RESUMO HISTÓRICO

O município de Eunápolis, Estado da Bahia, foi criado pela Lei Estadual 4770/1988, após a realização de dois plebiscitos que determinaram a aprovação de um Projeto de Lei pela Assembléia Legislativa da Bahia, propondo a criação do novo município.

Antes de sua emancipação Eunápolis, distante 671 quilômetros da capital baiana (Salvador), era um povoado promissor, pertencente aos municípios de Porto Seguro (20%) e de Santa Cruz Cabrália (80%). O início da povoação se deu nos anos da década de 1950, por ocasião da chegada dos primeiros trabalhadores que chegaram à região para a construção de estradas.

O nome do município, situado na confluências das BR’s 101 e 367, na região Extremo Sul do estado, é uma homenagem ao engenheiro Eunápio Peltier de Queiróz, então Secretário Estadual de Viação e Obras públicas, responsável pela desapropriação de terras ao redor do núcleo de residências que se formava durante a abertura de estradas e que hoje formam parte do centro urbano do município. Antes da nominação atual o lugar já foi conhecido como Quilômetro 64, Ibiapina e Nova Floresta.

Pela sua pujança econômica, e, conforme pesquisa do jornalista Lourival Jacome, com forte base no processo madeireiro extrativista, o povoado prosperou mais que os municípios a que pertencia, a ponto de sediar a administração de ambas as cidades. Suas potencialidades fizeram surgir o rótulo de “maior povoado do mundo”, em alusão ao crescimento de setores como o comércio, serviços, indústria madeireira e outros, o que provocou um rápido crescimento da população.

Foram destaques no processo histórico desencadeado pelos que lutavam pela emancipação, centenas de pioneiros oriundos de cidades do Espírito Santo, norte de Minas Gerais, do Sertão da Bahia e de outras regiões do país.

PATRIMÔNIO

NATURAIS:

Rio Buranhém
Rio que abastece a cidade, fica a 3 km do centro e é utilizado como alternativa de lazer para banhos, piqueniques, etc.

HISTÓRICO:

Capela de Nossa Senhora Auxiliadora
Rua Dr. Gravatá
Data de criação: Meados do século XX
Bem de inestimável valor histórico para a comunidade local, por tratar-se da primeira construção religiosa na área.
Mantenedor: Diocese
Igreja de Nossa Senhora Auxiliadora
Praça Frei Calixto
Data de criação: Século XX
Construção religiosa, de importante valor social para o município.
Mantenedor: Diocese de Eunápolis